Jaú

jau1

Nome Popular: Jaú

Nome Científico: Zungaro zungaro, Zungaro jahu

Família: Pimelodidae

DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA

Bacias amazônica e Tocantins-Araguaia ocorre a espécie Z. zungaro, e nas bacias Paraguai, Paraná e Uruguai, Z. jahu.
DESCRIÇÃO

Peixes de couro; grande porte, podem alcançar mais de 1,5m de comprimento total e 100kg. O corpo é grosso e curto; a cabeça grande e achatada; a boca larga e terminal.

Os barbilhões maxilares são curtos, não ultrapassando a base da nadadeira dorsal. A coloração varia do pardo esverdeado claro a escuro no dorso, mas o ventre é branco; indivíduos jovens apresentam pintas claras espalhadas pelo dorso.

ECOLOGIA
Espécies piscívoras; predadores vorazes. Vivem no canal do rio, principalmente nos poços das cachoeiras, no período de água baixa acompanhando os cardumes de Characidae (especialmente curimatã).

A primeira maturação ocorre aos dois ou três anos de idade quando atinge entre 90-100cm de comprimento. Na Amazônia não é importante comercialmente, a carne é considerada “remosa”, mas é apreciado no Sudeste do Brasil.

A pressão de pesca pelos frigoríficos que exportam filé de jaú é muito grande e tem sido responsável pela queda da captura da espécie na Amazônia.

EQUIPAMENTOS
Varas de ação pesada; linhas de 30 a 50 lb.; anzóis encastoados nº 10/0 a 14/0. Deve-se usar chumbada tipo oliva, com peso de 300 a 1.000g, dependendo da profundidade e força da água.

ISCAS
Somente iscas naturais, como pequenos peixes de escama, tuvira, muçum e, também, minhocuçu.

DICAS
Esta espécie é capturada nos poços logo abaixo das corredeiras, principalmente à noite. É muito importante que a isca fique no fundo

 

PESO E COMPRIMENTO MÁXIMOS REGISTRADOS
Zungaro zungaro – jaú da bacia amazônica  – 49.440g / 140cm
Zungaro jahu – jaú das bacias do Paraná e Paraguai – 140cm
Fonte: PNDPA IBAMA

2 pensamentos sobre “Jaú

  1. Orlando A. Silva diz:

    Creio que a informação sobre peso e comprimento máximo registrado deve ser, de certo modo, recente, porque imagino que outrora existiram muito maiores!

    • pescaalternativa diz:

      Olá Orlando A. Silva como vai pescador. Obrigado pelo contato e você está certo! Na verdade este fato seria o mesmo que acontece com a IGFA (International Game Fishing Association)organização que determina os recordes mundiais da pesca. Muitos recordes já foram quebrados, mas não homologados. Esta fonte sobre o porte do Jaú(Bacia Amazônica) seria um peso e medida estipulado pela PNDPA por peixes registrados por eles. Pois são muitos as “lendas”,rsrsrsrs de Jaús de mais de 80 quilos!!! Imagina o tamanho do bitelo. Grande abraço pescador, Alison.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Precisa de ajuda
Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.