Peixe-Espada

peixe_espada

Nome Popular

Peixe-espada/Largehead Hairtail

Nome Científico

Trichiurus lepturus

Família

Trichiuridae

Distribuição Geográfica

Regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Sul (do Amapá ao Rio Grande do Sul).

Descrição

Peixe de escamas; corpo muito comprido e comprimido; boca grande e pontuda com dentes caninos; olhos grandes; nadadeira dorsal muito longa; nadadeiras pélvicas e caudal ausentes; nadadeira anal formada por uma série de espinhos bem separados. Linha lateral bem abaixo da região mediana do corpo. A coloração é uniforme, prateada com reflexos azulados. Alcança 1,5m de comprimento total e 4kg.

Ecologia

Espécie costeira, encontrada em cardumes em águas rasas e calmas com fundo de areia ou lama. Alimenta-se principalmente de pequenos peixes. Peixe bastante esportivo. O valor comercial é baixo, embora a carne seja de boa qualidade e comum nos mercados.

Equipamentos

Equipamento médio, linhas de 10 a 14 lb., anzóis até o n° 5/0 e bóia luminosa nas pescarias noturnas.

Iscas

Iscas naturais, como pedaços de peixes, camarões e outros crustáceos, moluscos, e iscas artificiais, como plugs de meia água e jigs.

Dicas

Deve-se tomar cuidado ao manusear este peixe, pois a mordida pode causar sérios danos.

 

Fonte: PNDPA

7 pensamentos sobre “Peixe-Espada

  1. Joel Sborsz diz:

    Gostaria de fazer um comentário a respeito da descrição do peixe espada, este peixe não tem escamas e aqui no norte de Santa Catarina ja capturamos com mais de 1,90 de comprimento e aqui não fisgam com camarão de jeito nenhum, usamos sardinha,charuto e artificiais.
    A linha se for menos que 0,50 não tem jeito, você fica sem bóia e sem peixe!
    Um abraço a todos.

  2. Paulo Pescador diz:

    Perfeito e corretissimo, eu nunca tive conhecimentos de utilização de camarão como isca, porém não duvido nada desse comilão. Eu utilizo e com muita eficácia a rapala de cabeça vermelha e corpo prateado. É tiro e queda.

  3. João Cecilio diz:

    Aqui em Santos, tanto na baía, costeira ou mangue, na pesca do robalo com camarões vivos é muito comum entrar espada. Quando na pesca das corvinas com camarões mortos, caso se tire a isca do fundo e se deixe a 2 ou mais metros de profundidade também se pegam os espadas. Às vezes é melhor que sardinha, visto que nestas, muitas vezes o bicho fica “mamando e no camarão ele bate firme. Enfim, essa “tranqueira” é pega de qualquer jeito!!!!!!!!!!
    Agora escamas, isso eu nunca vi não!!!!!!!!!!!

  4. Vanderlê Sales diz:

    Ja peguei muito peixe espada em são vicente – sp ao lado da ponte pensil ate a biquinha , mas o peixe espada só pegamos com isca de sardinha , com boia e profundidade de 1 a 2mts dependendo da maré. atigamente do outro lado da ponte onde tem uma carcaça de barco , dava tambem mero.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Precisa de ajuda
Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.