bagreO  supostos ataques de bagre que ocorreram no  Sul de São Paulo causaram temor entre os veranistas. Porém, biólogos afirmam que o peixe não ataca e que acidentes com esses animais são raros.

Para os especialistas, a maioria dos episódios ocorre porque banhistas acabam entrando em contato com animais mortos. Como eles possuem espinhos espalhados no corpo, acabaram ficando presos às vítimas

Como proceder em caso de ataque de bagre

O bagre é perigoso, pois os espinhos entram na pele como um anzol, o que dificulta a remoção. Além disso, os ferrões também podem infeccionar os ferimentos. Portanto, em um caso de ataque, a vítima deve ser encaminhada imediatamente para o hospital. Confira abaixo como devem ser os primeiros socorros:

1. Não tente tirar o ferrão. A retirada de maneira incorreta pode causar dilaceração e necrose da pele, além de ser muito dolorida para a vítima. A remoção deve ser feita com anestesia local, em um ambiente seguro e por um profissional qualificado.

2. Caso houver uma tesoura no local, é possível cortar o ferrão e separá-lo do peixe. No entanto, é preciso ter cuidado redobrado para não puxar o espinho e acabar aumentando ainda mais o ferimento. O ideal é que esse procedimento seja realizado apenas pelo profissional.

3. O veneno não resiste a temperaturas elevadas e, por isso, é importante colocar compressas de água morna ou deixar a área afetada de molho. A pele não deve ser manipulada e a vítima deve permanecer imóvel para que o ferrão do bagre não corte ainda mais o local.

4. Procure um hospital imediatamente e siga as orientações médicas. O paciente deverá fazer um tratamento com antibióticos para evitar possíveis infecções, tanto decorrentes do ferrão do animal quanto de bactérias da areia, do mar ou da própria pele.

Total 5 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?