pgm347 4O equipamento para a pesca do tucunaré deve estar perfeitamente adequado para a pescaria que iremos realizar. A vara, a carretilha, a linha, a isca, o snap, argolas e garatéias devem estar em harmonia para formar um conjunto equilibrado e perfeito para não causar frustrações para o pescador.

Além disso, evidentemente, o cuidado de não arremessar em áreas demasiadamente cheias de enroscos evita contratempos desnecessários. Existem locais onde com certeza o tucunaré pode estar, mas que as chances de se retirá-lo são praticamente nulas. Nesse caso, utilizar o bom senso para evitar o rompimento indesejado da linha e a perda da isca artificial é a regra.

Podemos dividir o equipamento específico para a pesca do tucunaré de acordo com a região que iremos fazer a pescaria. Essa divisão se deve principalmente pelo porte dos tucunarés que podem ser capturados e devem exigir um equipamento mais ou menos reforçado.

Lembre-se que essa sugestão de equipamentos do autor não é uma regra básica, mas decorre da sua experiência na pesca dos tucunarés e é estimada para dar tranquilidade para o pescador na maior parte da pescaria.

Tomar cuidados básicos como verificar se a linha está puída após passar por um enrosco, calibrar bem a fricção da carretilha ou molinete e verificar sempre o estado dos snaps, argolas e garatéias são atitudes que devem ser corriqueiras e interferem no resultado final.pgm 350 mais

Outra sugestão é utilizar um leader e colar a linha no leader, com comprimento grande, tipo 3 a 5 metros. Além de ser uma garantia a mais na luta contra o peixe, nos primeiros metros, quando a linha for se desgastando podemos cortá-la e continuar utilizando o leader normalmente, facilitando também no arremesso, pois não faz tanto atrito nos passadores e distribuidor da carretilha como o nó.

REGIÃO SUDESTE/SUL

Compreende o equipamento adequado para a pescaria do tucunaré nas represas do rio Grande e rio Paraná, além de outras da bacia do rio Tietê e outros rios mineiros, paulistas, cariocas e do sul.

VARAS DE PESCA
– Ação tipo rápida ou extra-rápida
– Resistência entre 16, 17 ou 20 libras
– Tamanho entre 5´6″ a 6´
– Arremesso de isca entre ¼ a ¾ oz ou 7 a 21 gramas
– Leve e firme
– Cabo de 16 a 18 cm.

CARRETILHA OU MOLINETE
– Leves porém robustas
– Velocidade de recolhimento 5,5 a 6,2:1
– Capacidade para no mínimo 60 m.de linha 0,35 mm.
– Mecanismo robusto para constante arremesso/recolhimento
– Fast Cast ou mecanismo de destravamento rápido é recomendável

LINHA DE PESCA
– Monofilamento com diâmetro entre 0,35 a 0,40 mm. ou Multifilamento n. 4 ou 5
– Leader frontal de 0,50 mm anti-abrasiva, fluorcarbono ou similar, de preferência transparente
– Preferência para as linhas mais secas e menos elásticas
– Boa procedência

ACESSÓRIOS
– Argolas reforçadas
– Snaps reforçados
– Garatéias reforçadas 4x

REGIÃO CENTRO-OESTE

Compreende a região das bacias do Araguaia e Tocantins e rio Parnaíba.

VARAS DE PESCA
– Ação tipo rápida ou extra-rápida
– Resistência entre 20 a 25 libras
– Tamanho entre 5´6″ a 6´
– Arremesso de isca entre ¼ a 1 oz ou 7 a 28 gramas
– Leve, firme e forte
– Cabo de 16 a 20 cm.

CARRETILHA OU MOLINETE
– Leves porém robustas
– Velocidade de recolhimento 5,5 a 6,2:1
– Capacidade para no mínimo 60 m.de linha 0,40 mm.
– Mecanismo robusto para constante arremesso/recolhimento
– Fast Cast ou mecanismo de destravamento rápido é recomendável

LINHA DE PESCA
– Monofilamento com diâmetro entre 0,37 a 0,43 mm. ou Multifilamento n. 5 ou 6
– Leader frontal de 0,60 mm anti-abrasiva, fluorcarbono ou similar, de preferência transparente
– Preferência para as linhas mais secas e menos elásticas
– Boa procedência

ACESSÓRIOS
– Argolas reforçadas
– Snaps reforçados
– Garatéias reforçadas 4 ou 5x

REGIÃO NORTE/NORDESTE

Compreende a bacia amazônica e rios da região.

VARAS DE PESCA
– Ação tipo rápida ou extra-rápida
– Resistência entre 25 a 30 libras
– Tamanho ideal: 6´
– Butt grosso e boa capacidade de tracionamento
– Arremesso de isca entre 1/2 a 1-1/2 oz ou 14 a 42 gramas
– Leve, firme, forte e robusta com passadores duplos reforçados
– Cabo de 18 a 24 cm.

CARRETILHA OU MOLINETE
– Leves porém robustas
– Velocidade de recolhimento 5,5 a 6,2:1
– Capacidade para no mínimo 70 m.de linha 0,45 mm.
– Mecanismo robusto para constante arremesso/recolhimento
– Fricção forte e bom tracionamento
– Fast Cast ou mecanismo de destravamento rápido é recomendável

LINHA DE PESCA
– Monofilamento com diâmetro entre 0,45 a 0,50 mm. ou Multifilamento 80 libras
– Leader frontal de 0,70 mm anti-abrasiva, fluorcarbono ou similar, de preferência transparente
– Preferência para as linhas mais secas e menos elásticas
– Boa procedência

ACESSÓRIOS
– Argolas extra-reforçadas
– Snaps extra-reforçados, modelos com travamento duplo
– Garatéias reforçadas 5x
– Girador rolamentado reforçado na utilização de iscas de hélice grandes

Fonte: Peskart

Curtiu essa dica? Então aproveite e deixe seu comentário logo abaixo
Total 46 Votes
2

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

6 thoughts on “Equipamentos para pesca de Tucunarés

Deixe uma resposta